Destaques

Newsletter

quarta-feira, dezembro 16, 2015

Como eu fiquei ‘’loira’’

Oi pessoal, tudo bem? Hoje eu venho com um post que eu acho particularmente muito interessante, porque na época em que comecei a pesquisar sobre cabelos, descoloração e etc encontrei vários blogs e meninas que me ajudaram muito a decidir se eu ia fazer, o que ia fazer e junto me passaram confiança na hora de tomar a decisão. Junto vou colocar links que me ajudaram nesse período e que tem conteúdos super interessantes.
Fiquei muito tempo pensando se queria ou não fazer, por vários motivos como ‘’mas vai danificar o fio do meu cabelo’’ ou ‘’e se eu não me gostar loira?” e acredito que essa seja a preocupação da maioria de nós. Mas, uma coisa eu posso garantir, VALEU A PENA e MUITO, não só por ter experimentado um novo visual, e sim para matar aquela vontadezinha que sempre se manifestava em mim. Chega de enrolação né? Vamos aos fatos.



A minha pesquisa durou semanas até que eu finalmente decidisse o que eu ia fazer e assim ficou; californianas com mechinhas vindas um dedo abaixo da raiz para não ficar aquele contraste tão gritante. Algumas das meninas que me inspirei foi a Niina Secrets e a Blake Lively, porém as duas tinham a raiz mais clara que a minha e isso me deixou na dúvida se ia ficar legal em mim, que tenho a raiz castanha e não loira escura. Depois de muitas voltas na internet achei a Nina Cares, que além de ter o cabelo parecido com o meu, é super querida e explicou passo a passo de como foi o processo de mudança no cabelo dela também neste post aqui, e foi depois que li o blog dela que me encorajei e marquei horário no salão.
O salão que eu fui é o Fios e Formas aqui em Porto Alegre, e já vou nesse salão há anos e super confio na cabeleireira que sempre cuida dos meu cabelos e faz minhas loucuras acontecer, ou não, quando ela acha que não vai ficar legal. Mandei umas fotos por whats para ela, que achou super legal e me insentivou a fazer. Mas antes de ir fazer tomei alguns cuidados como:

-Fiquei 3 semanas fazendo hidratação e cuidando AINDA mais o cabelo, para que ele não sofresse tanto depois;
-Passei shampoo de camomila durante essas três semanas também para ir clareando, mesmo sendo pouco, e ficar menos tempo com água oxigenada nos fios;
-Me certifiquei que o cabelo estava no comprimento que eu queria ou até uns dedinhos maiores porque eu sabia que acabaria cortando um pouquinho depois, porque as pontas sempre ficam feinhas;
-Pesquisei muito sobre a cor que eu queria, para não ter erro no tempo de ação da água oxigenada ou se precisaria de totalizante e qual cor;
-Aproveitei e já fui pesquisando sobre shampoos, condicionadores e cremes de hidratação para quando chegasse no dia eu soubesse certinho o que iria comprar para usar nos cabelos.

Depois disso finalmente fui na cabeleireira. Pedi que não queria as californianas muito  marcadas e já tinha visto um vídeo da Niina Secrets onde ela mostrava como era feito no cabelo dela para que isso não acontecesse e mostrei pra ela. A Fê, a cabeleleireira, me disse que se ela desfiasse meu cabelo não ficaria marcado e daria o mesmo efeito que deu no cabelo da Niina, mas disse que eu teria que aguentar a dor para desembarassar que era horrível.  Aceitei sem titubear.
Ela então separou meu cabelo em várias partes e pegava mechas bem fininhas passava água oxigenada, quando chegava no final ela desfiava a as pontas de toda aquela parte e passava água oxigenada. E assim por todo o cabelo. Ela foi cuidando o tempo para o cabelo não esticar e aos poucos foi tirando o papel alumínio, conforme cada mecha respondia a química.



Nessa foto ela tinha tirado um dos primeiros pedaços de papéis e na verdade eu fiquei bem apavorada por que não tinha gostado da cor e do contraste como meu cabelo e falei isso pra ela, que disse que era normal parecer estranho mas em breve ficaria lindo. Ela tinha razão, porque depois que ela começou a secar eu amei!
O cabelo foi penteado ANTES DE LAVAR, ou seja, com água oxigenada no fio, porque depois que passa água só piora. Doeu para pentear, só que como meu cabelo estava saudável de tantos cuidados que eu andava tendo, foi rápido e fácil, uma dor bem suportável. Foi passado tonalizante apenas para garantir que ele não iria amarelar, que foi uma das coisas que mais pedi para ela cuidar.




E foi assim que terminou a saga do cabelo, com um resultado INCRÍVEL e bem do jeitinho que eu queria.

Dicas da Nati!
-Vá com uma blusa que não tenha problema de manchar, por que eu fui com uma blusa que adorava e a água oxigenada, de alguma forma, manchou ela -e eu fiquei de capa o tempo todo-
-É clichê, mas vá num local que você CONFIE. Caso dê errado cabelo cresce, mas não vá dar sorte pro azar né?
-Se não gostar, não se desespere, peça para sua cabeleireira passar um tonalizante próximo a cor natural do seu cabelo
-Hidrate um mês antes de fazer, isso ajudou muito, não tive quase nada de dor na hora de desembaraçar e o cabelo continuou saudável depois da química
-Pedi as mechas um dedo abaixo da raiz para não precisar fazer retoques futuros

Enfim, espero que ajude vocês a decidirem e terem segurança e até ter ideias do que fazer quando quiser mudar o visual.


Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Publicidade

iunique studio criativo

Instagram

© O que é meu, é teu! – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in